Eventos

2024-06-27

Alentejo é a região com maiores dificuldades financeiras

 

O Alentejo é a zona do país onde se vive com maiores dificuldades, alcançando um índice médio de 41,9, de acordo com o barómetro anual da DECO Proteste. O distrito de Beja atinge os 40, Évora fixa-se nos 41,5 e  Portalegre sobe para os 44,1
 
   Segundo o estudo agora revelado, as dificuldades financeiras alentejanas afectam três em cada quatro famílias - seguindo a média nacional - com a população a  sentir maiores dificuldades em pagar no ano passado, sobretudo ao nível da alimentação, educação, habitação, lazer, mobilidade e saúde. 

   O levantamento que agora foi tornado público na página da DECO Proteste retrata uma abrangência de cerca de sete mil agregados em todo o território nacional, atestando que em 2023, 7% dos inquiridos se encontravam numa "situação financeira limite". 

   Alerta máximo para a crise habitacional, que surge como um dos principais impulsionadores deste aperto financeiro, anulando qualquer alívio proporcionado pela diminuição da inflação.

   O mesmo barómetro identifica como mais vulneráveis as famílias monoparentais e numerosas, bem como os agregados em que um dos membros está desempregado. De acordo com os últimos censos - de 2021 - havia em Portugal quase 580 mil famílias a cargo de um único progenitor. Dos inquiridos pela DECO Proteste, 13,1% responderam ter dificuldades financeiras extremas.
 
   

Artigos Relacionados

« Voltar