Notícias

2023-02-06

Distribuição de leite e fruta nas escolas passa de 30 para 37 semanas

 
Segundo a portaria publicada esta segunda-feira em Diário da República, também o valor anual pago por criança vai aumentar.
 
   Trata-se do programa de entrega de fruta, produtos hortícolas e leite aos alunos que frequentam o primeiro ciclo da rede de ensino público. O regime, aplicado desde 2017, tem como objectivo promover hábitos alimentares saudáveis e vai ser reforçado.

   Diz a portaria que a distribuição de fruta e leite nas escolas passa a ser feita durante 37 semanas ao longo do ano lectivo, depois de até aqui os produtos serem fornecidos durante apenas 30 semanas. Acrescenta que a fruta e os hortícolas continuarão a chegar aos alunos duas vezes por semana e o leite uma vez por semana.

   Segundo o mesmo documento tornado público pelo Governo, a intenção visa «aumentar a implementação do regime escolar e a promover uma maior regularidade no consumo de leite, frutas e hortícolas, por parte da população escolar», sustentando que se mostra «conveniente aumentar o número de semanas lectivas objecto de distribuição.»

   Entretanto, também o valor pago pelos produtos vai aumentar. Enquanto a ajuda para a fruta sobe de 6,73 euros para 11,10 euros anuais por aluno, o leite aumenta de 4 para 7,03 euros.

   A portaria assinada pela ministra da Agricultura e da Alimentação, pelo secretário de Estado da Educação e pela secretária de Estado da Promoção da Saúde, lê-se que «face à actual conjuntura de mercado e tendo em conta a evolução considerável dos preços dos produtos alimentares torna-se premente actualizar os montantes da ajuda».

Artigos Relacionados

« Voltar