Notícias

2022-07-21

«Famílias devem preparar orçamentos para os aumentos que aí vêm»

 
O alerta é dado pela DECO perante o novo aumento da taxa Euribor. Citada pela TSF, a Coordenadora do Gabinete de Protecção Financeira, Natália Nunes, explicou que se vai sentir, no caso do aumento das taxas de juro, uma subida das taxas Euribor. A prestação da casa vai ficar mais cara 

 
   «As famílias vão continuar a sentir, mas de forma mais acentuada», acrescenta, após a decisão do Banco Central Europeu de subir as taxas de juro pela primeira vez em 11 anos. Da reunião, também crescem os rumores da crescente possibilidade de um aumento inicial mais agressivo.

   Contudo, é algo a que os agregados familiares já estão habituados porque «desde Fevereiro, quando o BCE disse que iria aumentar as taxas, imediatamente a Euribor começou a subir», sublinha, aconselhando as famílias a «começar a preparar os seus orçamentos para conseguirem suportar os aumentos que aí vêm"

   A associação de defesa do consumidor «tem alertado» para a necessidade dos agregados familiares «ajustarem os seus orçamentos e irem controlando, sabendo o valor da Euribor para que, quando houver a revisão da sua prestação, não sejam confrontadas com aumentos inesperados».

   Em Junho, o BCE indicou que tencionava subir as taxas de juro em 25 pontos base na sua próxima reunião, mas desde então alguns membros do Conselho da instituição mostraram-se a favor de uma subida mais agressiva, na ordem dos 50 pontos base. 

Artigos Relacionados

« Voltar