Notícias

2023-07-26

Há mais uva no Alentejo. E vindima já começou

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) acaba de anunciar o início das vindimas na região, com as estimativas a apontar para um crescimento entre 5% e 10% em comparação com a campanha do ano anterior. Aquela que é uma das maiores regiões vitivinícolas do país prevê que, resultado desta colheita, se produzam entre 112 e 118 milhões de litros de vinho
 
   Este ano a campanha começou mais cedo, em Serpa, com a colheita de uvas para produção de vinho rosé e, logo de seguida, a vindima das castas brancas. A perspectiva é que, até meados de Agosto, cerca de 25% dos produtores alentejanos tenham uvas nas adegas e, até ao final do mês de Setembro, espera-se que os mais de 23 mil hectares de vinha da região estejam vindimados.

   «As uvas colhidas são sãs o que se reflectirá em mais um ano de qualidade garantida, o que – considerando que estamos a crescer no estrangeiro, 8% em volume e em valor –, é sinal que continuaremos a oferecer ao mercado a excelência já reconhecida de todas as regiões e sub-regiões alentejanas», afirma Francisco Mateus, presidente da CVRA.

   A estimativa agora apresentada resulta de um estudo da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto para a CVRA e do contacto continuado da Comissão Vitivinícola com os produtores da sua região.

   Recorde-se que, em 2022, a região vitivinícola alentejana colheu cerca de 150 mil toneladas de uva, que resultaram em mais de 107 milhões de litros de vinho produzido.
 

Artigos Relacionados

« Voltar