Notícias

2023-05-12

Juromenha ganha segunda vida. E apresenta-se ao turismo como «jóia do Alentejo»


A primeira fase das obras na Fortaleza de Juromenha estará concluída até final do ano. Assegurada a consolidação e restauro dos três níveis de muralhas - após um investimento de 5 milhões de euros - haverá então condições para dar início ao concurso Revive, que viabiliza a concessão deste imóvel a privados visando a construção de um hotel nas margens do rio Guadiana. Onde Alqueva começa

TEXTO l Roberto Dores

   O avanço das obras e o rumo traçado para a fortaleza foram esta sexta-feira apresentados pelo presidente da Câmara do Alandroal à Delegação Socialista Portuguesa do Parlamento Europeu que hoje visitou Juromenha no âmbito dos «Roteiros Europa».

   João Maria Grilo sublinhou que depois da requalificação a «nova Juromenha» ainda vai precisar de mais trabalho. Será o privado que vencer o concurso Revive a determinar o destino para a ocupação do interior, que irá traduzir a segunda fase da intervenção, «reabilitando o que for reabilitável para uso turístico», referiu.

   O autarca alertou também para a intervenção que se irá estender ao espaço público para servir o empreendimento e o público em geral. «Temos depois que intervir no exterior da fortaleza, na ligação da vila à fortaleza, na melhoria das acessibilidades», enumerou, juntando ainda a aposta que vai ser feita junto ao rio com a criação do centro náutico. 


   Ou seja, assumiu João Maria Grilo, «há um trabalho para fazer nos próximos cinco a dez anos, mas sem este trabalho que estamos a fazer hoje nenhum dos outros seria possível», ressalvou, apontando a requalificação de Juromenha como  o testemunho da capacidade do Alandroal «para executar obras de 5 milhões de euros.

   Neste caso o investimento foi financiado com fundos do programa operacional regional Alentejo, destacando ter candidaturas a outros fundos com valores semelhantes, para o acolhimento empresarial ou para o centro histórico de Terena. 

A eurodeputada Isabel Santos foi a porta-voz do grupo tendo aplaudido o exemplo dado pelo Alandroal perante a aposta em recuperar uma «marca histórica e identitária» como é o caso da Fortaleza de Juromenha, encarando-a como um «pólo de atracção turística», que, segundo acrescentou, irá complementar «outras potencialidades turísticas  do concelho e da região».

   A eurodeputada enfatizou o potencial que a região exibe para criar «roteiros turísticos com futuro», apontando a «calma e paz» que a natureza por aqui oferece a par do «encontro com a memória e história da comunidade que é de todos nós».
 
 

Os «Roteiros Europa» começaram esta sexta-feira no Alentejo


 

A Delegação Socialista Portuguesa passou pelos distritos de Portalegre, Évora e Beja com o objectivo de destacar a importância da União Europeia e do Parlamento Europeu para as pessoas e para as regiões. Os deputados socialistas do Parlamento Europeu visitaram o resultado de investimentos já realizados que contribuíram para valorizar os territórios, criar emprego e melhorar os serviços públicos em Portugal, da inovação empresarial aos cuidados de saúde.

 

Maria Manuel Leitão Marques, Presidente da Delegação Socialista Portuguesa, afirmou que «os fundos europeus foram essenciais para a incubadora tecnológica de Portalegre, para a construção da unidade de cuidados continuados de Selmes ou para a conservação do património de Juromenha. Com os Roteiros Europa, os deputados socialistas querem mostrar como a Europa conta para as pessoas e para as regiões.»

 


 

 

 
 
 
 

Artigos Relacionados

« Voltar