Notícias

2023-07-26

Os jogos de «batalha mental» que foram encontrados em Juromenha

 
As escavações arqueológicas realizadas pela ERA Arquelogia na Fortaleza de Juromenha permitiram identificar diversos vestígios de jogos recreativos. O alquerque também tinha aqui praticantes


Anabela Sá, arqueóloga
 
   Segundo revela a arqueóloga da ERA Anabela Sá, no topo de um banco com duas lajes de xisto «alguém riscou um jogo de alquerque», diz, acrescentando que algumas peças desta modalidade foram encontradas por toda a fortificação. «São feitas de uma forma muito simples», diz, sublinhando tratar-se de um «jogo de estratégia».

   A mesma responsável enfatiza que há largos séculos se jogava alquerque como nos tempos mais recentes se joga damas, tratando-se de uma prática milenar  tão antiga como a própria humanidade, submetida a regras que definem ganhadores e perdedores. 

   Os jogos de tabuleiro traduzem uma das formas particulares da herança cultural, existentes em vários pontos do país. Um dos locais onde podem ser encontrados jogos em bom estado é no Alandroal, tratando-se de palcos de «batalha» entre dois adversários, cuja destreza mental é essencial para alcançar a vitória.
 
   O presidente da Câmara do Alandroal, João Maria Grilo, já sugeriu a recuperação dos jogos milenares como ajuda aos jovens na Matemática. «Estes jogos podem ser um estímulo para os jovens, porque implicam raciocínio lógico e matemático muito interessante», diz João Maria Grilo. 

   Ainda sobre a intervenção na Fortaleza de Juromenha, a  ERA garante que os trabalhos de conservação e restauro que está a desenvolver «asseguram a preservação futura deste impressionante monumento situado nas margens do Guadiana». A ERA fala de «evidentes sinais de degradação e abandono» que foram substituídos por «imponentes estruturas criteriosamente conservadas e restauradas. Através de uma cuidadosa operação que recupera a sua leitura geral, devolvemos ao conjunto a dignidade exigida», conclui.
 

Artigos Relacionados

« Voltar